SOFRIMENTO

Durante nossas vidas acontecem tantas coisas diferentes e a medida que o tempo passa esquecemos de muitas delas. Grandes ou pequenos acontecimentos vão nos moldando e construindo uma pessoa diferente a cada dia. Por menor que seja a diferença, hoje já não somos quem éramos ontem, estamos em constante mudança e evolução. Se estamos seguindo um caminho próspero temos objetivos os quais queremos alcançar e necessidades constantes as quais temos que suprir, estas questões podem tomar grande parte do nosso tempo, dos nossos pensamentos.

Se alguém lhe perguntasse nesse momento quais são os momentos mais marcantes da sua vida dos quais se lembra? Imagino que a resposta venha com momentos extremos, situações muito felizes ou muito tristes, afinal, são essas que mais nos marcam, não é? Porém, se analisarmos com cuidado temos bem mais facilidade em lembrar das tragédias e de momentos difíceis que vivemos. A dor, o sofrimento, marcam de forma profunda nossas vidas. Muitas vezes a situação é difícil até de lembrar por ter sido traumática. Preferimos varrer para debaixo do tapete e seguir como se nada tivesse acontecido, como acontece com a vida perfeita e feliz das redes sociais onde todos são bonitos, bem-sucedidos e felizes.

Acho um fato curioso muitas pessoas se esforçarem para esconder que sofrem ou que passam por situações difíceis. Não estou falando de anunciar ao mundo as coisas pelas quais cada um passa, mas sim lidar com isso como qualquer outra situação, com naturalidade. O sofrimento é um sentimento que envolve uma ou várias situações, assim como qualquer outro sentimento. As pessoas que realmente se importam com você vão gostar de saber como você se sente, inclusive se estiver sofrendo. Não que você precise sair falando pra todo mundo porque está sofrendo, a não ser que seja algo que você faça em relação a outros sentimentos, faça o que costuma fazer, a questão aqui é não mudar por ser um sentimento de sofrimento.

Nós vivemos com base numa cultura de sermos vencedores, sermos os melhores, sermos sempre felizes e agradáveis aos olhos dos outros. Será que já não é hora de parar de viver no mundo da hipocrisia? Nós somos seres humanos, com todas as qualidades e defeitos, renunciar a isso é não aceitar quem somos. De qualquer forma, não acho que o maior problema em relação a dor seja o fato de convivermos com ela de forma conflitante, mas sim não entendermos que ela tem funções muito importante em nossas vidas. Não é algo que está aí pra incomodar ou castigar alguém, é algo fundamental a evolução humana.

A dor é um acelerador evolutivo, são em grandes momentos de dor que mais mudamos, que mais aprendemos, que vemos muitas coisas de forma diferente. A dor física nos indica algo que está de errado conosco, age como um sinal de alerta. A dor psíquica nos faz pensar e questionar muitas coisas que até então não estávamos dando atenção e nos avisa dos comportamentos que temos e estão nos prejudicando. O sofrimento não é nosso estado natural, ele nos avisa que estamos passando certos limites que irão nos prejudicar e, se procurarmos compreendê-lo, pode nos guiar para situações melhores. Quando estiver sofrendo tente entender o motivo de estar assim, o que desperta essa dor e ajuste as mudanças necessárias pra te levar por um caminho diferente do que está. Muitas vezes só a forma de encarar certas situações já mudará seu estado de espirito. O segredo é lidar com as coisas mantendo a mente aberta e com naturalidade, procurando sempre viver de modo equilibrado e de acordo com a sua individualidade.

 

 

Eu nunca havia entendido seu jeito bravo comigo

Sempre pensei que fosse implicância,

Mas era seu jeito de me colocar pra frente,

De me animar nos momentos mais difíceis.

 

Sei que nunca fui do tipo destemido.

Sempre precisei de ajuda nas grandes decisões.

Quando eu precisava tomar uma atitude

Lá estava você, mesmo não dizendo nada

Me dizia tudo que eu precisava saber.

 

Na correria de cada dia

Se perdiam as pequenas atitudes.

Os dias correram céleres

E me acostumei a não perceber.

 

A gravata que só você acertava,

O café que só você sabia como eu gostava,

O meu mal humor, que só você sabia dissolver.

As palavras que melhoravam meus dias…

 

Tudo se foi, eu demorei a perceber.

 

Parece que o tempo parou nos últimos dias com você.

Ainda posso sentir sua mão segurando a minha,

Fraquejando ao passar dos dias

Como que me preparando para a despedida.

 

Lá estava você, mesmo em toda sua dificuldade

Me dando mais uma lição,

Me ensinando a ser forte por nós dois,

Assim como você sempre foi.

 

O sofrimento que ficou

Não condiz com tudo que vivemos.

A felicidade que você me ensinou

É o que levarei junto ao coração

Lugar onde poderei sempre te encontrar.


 

Gostou? Compartilhe o texto pelas redes sociais :)