A maioria das situações vividas no trabalho são baseadas em relações interpessoais, o que exige certa compreensão das pessoas. Cada indivíduo tem características próprias e pode se influenciar pelo meio no qual trabalha. O trabalho em equipe e a liderança são muito impactados pelo uso da inteligência emocional.

Ao considerarmos a inteligência emocional como o maior responsável pelo sucesso dos indivíduos, os mesmos indivíduos que geram os resultados para as empresas, fica fácil entender porque esse tema é importante para as empresas.

A inteligência emocional é fundamental para se lidar com situações de pressão, estresse, conflitos, falta de comprometimento, problemas de comunicação e tantas outras situações que uma empresa vivencia em sua rotina. A inteligência emocional vai além das situações complicadas e pode promover diversos benefícios.

Colaboradores que convivem e se comunicam melhor, setores que trabalham em harmonia, geram mais ideias, tem mais recursos e estão mais alinhados com a empresa são alguns dos benefícios que o desenvolvimento da inteligência emocional pode gerar. A grande questão é como fazer isso acontecer na sua empresa.

 

COMO DESENVOLVER A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NA SUA EMPRESA?

 

inteligência emocional na sua empresa

 

Para o desenvolvimento da inteligência emocional é importante o autoconhecimento. A medida que a pessoa sabe mais sobre si, melhor ela pode entender os pontos que precisa aprimorar. Sem isso, as pessoas podem não perceber determinados padrões de comportamento que são prejudiciais para ela, para os colegas de trabalho e para a empresa.

Uma forma de auxiliar os colaboradores nesse processo de autoconhecimento é fazer um mapeamento comportamental de cada um. A partir do momento que eles entendem melhor suas características e padrões de comportamento fica mais fácil de identificar o que precisa melhorar o que deve ser potencializado.

Ao entender melhor os colaboradores fica mais fácil de se relacionar com eles e posicioná-los de forma mais adequada na estrutura da organização. Todos têm características próprias que, se bem aproveitadas, podem gerar excelentes resultados para o colaborador e para a empresa.

Outra maneira de promover a inteligência emocional é a pratica da escuta ativa e do diálogo. A comunicação gera muitas barreiras no entendimento entre as pessoas. Primeiro é preciso saber ouvir o outro para depois poder gerar um diálogo verdadeiro, onde todos os envolvidos têm voz e são ouvidos.

O reconhecimento dos esforços dos colaboradores é sempre importante. Mas ele nem sempre precisa vir por parte dos líderes. Uma boa dica, depois que se trabalhou o diálogo ativo, é fomentar a cultura do feedback entre os colaboradores. Sempre buscando melhorar o trabalho da equipe e reforçar o sentimento de pertencimento no grupo.

Por fim, não adianta fazer um trabalho pontual para o desenvolvimento da inteligência emocional na sua empresa se isso não for adiante. É importante que exista um acompanhamento do desenvolvimento e dos resultados que estão sendo gerados.  

 

 

Fonte: Blog da Sólides

Rodrigo Poiesis