FALAR MAL DOS OUTROS

FALAR MAL DOS OUTROS

O hábito tão comum de falar mal dos outros tem duas faces, uma é o ato de falar mal de alguém e a outra é quando estão falando mal de você. Quando estamos falando de alguém aquilo que expressamos saí naturalmente e sentimos até certo alívio em poder expor tudo o que percebemos do que o outro faz, suas intenções e maneira de ser. Quando somos alvos de alguém que fala mal de nós, geralmente, o sentimento é de revolta, repúdio, indignação.

 

Basicamente o que acontece é que achamos que estamos certos quando falamos dos outros e os outros estão errados quando estão falando de nós. Sem nos darmos conta vamos vivendo em meio a uma batalha de acusações e comentários desabonadores dos outros e combatendo aqueles que falam algo de nós. Nesse contexto só conseguimos estar bem se sentimos que os que estão ao nosso redor são “piores” do que nós, ou seja, eles não têm moral para falar mal de nós.

 

FALAR MAL É TÓXICO

 

O que não percebemos ao conviver com o hábito de falar mal dos outros é que ele é extremamente tóxico, e não é prejudicial somente para nós, mas para as pessoas ao nosso redor. Uma pessoa que fala mal de outro e encontra base para seus sentimentos junto a outra pessoa próxima que também fala mal dos outros criam um ambiente hostil e de desavenças. Vão se somando e firmando esse tipo de comportamento para a maioria.

 

Um ambiente tomado por esse tipo de sentimento afeta a todos e toma o espaço de atitudes positivas e construtivas. Dependendo da proporção, é possível haver rompimentos de relações e distanciamento de pessoas que não agem da mesma forma. Os ânimos são fortemente afetados e isso alimenta mais ainda as vozes dos que estão sempre falando mal. É um ciclo vicioso e pernicioso.

 

O MOTIVO DE SE FALAR MAL DOS OUTROS

 

Semelhante ao ato de julgar os outros, o falar mal é desencadeado por algo que enxergamos nos outros e que nos incomoda, se quiser entender melhor sobre isso leia também o texto julgar e ser julgado. No ato de julgar existe uma certa análise e comparação dos atos dos outros em relação aos seus. Com base naquilo que você acredita ser a forma correta de viver e de se comportar você define se uma pessoa está certa ou errada.

 

Quando falamos mal de alguém não precisamos buscar justificativas, é um ataque direto para diminuir o outro e nem sempre é para nos sentirmos melhores em relação a ele. Podemos falar mal de outro deliberadamente para denegrir sua imagem, seja para ganhar um cargo que ele está disputando conosco, seja para ter a atenção de outra pessoa, para afastar quem nos incomoda. Podemos ter diferentes motivações, especialmente se agimos de forma consciente.

 

A realidade alheia pode nos incomodar bastante, especialmente se acreditamos que as coisas que podemos conseguir na vida dependem de que o outro não consiga. Uma autoimagem depreciada, em que nos sentimos pequenos ou indefesos diante do resto das pessoas pode nos compelir a atacar para não sermos atacados. Tomar a dianteira, se preciso passando uma rasteira, na frente dos outros para conquistarmos aquilo que queremos pode ser bastante prejudicial.

 

Não sofre apenas aquele que é alvo de quem fala mal, mas o agressor que fala mal, porque esse tipo de atitude é o que ele semeia durante sua vida e é o que ele acaba atraindo. Pessoas com as mesmas crenças e atitudes, por mais que em determinados momentos pareça que pessoas assim se saiam bem conseguindo certas coisas e prejudicando os outros, isso não é verdade. Pessoas que falam mal e fazem uso disso para atacar os outros com o tempo vão se isolando de relacionamentos verdadeiros e vão criando um vazio dentro delas mesmas (leia também o texto relacionamentos reais).

 

COMO SE LIBERTAR

 

Se você tem o hábito de falar mal dos outros e percebe isso comece a prestar atenção no momento que isso acontece, o que leva você a estar falando mal de alguém. Será que o que estamos falando ou pensando tem fundamento, será que isso não é reflexo de algo que vemos em nós mesmos? Podemos despertar essa ação de falar ou pensar mal dos outros quando alguém faz ou consegue algo que queríamos poder alcançar.

 

Se nos damos conta das nossas motivações para falar mal podemos mudar nosso foco para coisas construtivas, pensamentos e falas que gerem algo de valor para nós. Temos que assumir mais controle de nossas atitudes e de quem somos para podermos ter resultados positivos e alcançar real bem-estar em nossas vidas. Do contrário, nos rendemos ao ato de falar mal, que se torna a desculpa dos acomodados que não querem lutar pelos próprios ideais e alcançar com mérito próprio suas próprias conquistas.

 

Se você é alvo de pessoas que falam mal, antes de mais nada, procure entender se a reclamação e falatório dos outros tem algum fundamento. Você pode estar atrapalhando ou prejudicando os outros sem perceber, neste caso, isso seria um alerta. Mas se o caso é de puro ataque e tentativa de lhe prejudicar falando mal de você, saiba que a pessoa que faz isso se sente incomodada e limitada diante de você. Tal pessoa toma essa atitude por não encontrar formas de ser como você ou alcançar algo que já alcançou.

 

Procure se manter afastado de pessoas que tem o hábito de falar mal dos outros, não alimente uma conversa que está indo por esse caminho, valorize a conversa no momento que ela mudar de rumo e trouxer conteúdo construtivo. A sua postura de respeitar os outros e dar valor a assuntos construtivos poderá influenciar essa pessoa a repensar suas atitudes.

 

Algo muito benéfico que você pode fazer é criar um hábito de troca com você mesmo, de trocar pensamentos negativos por bons pensamentos. Toda vez que perceber que está pensando em algo depreciativo de outra pessoa, ou mesmo se sentindo mal consigo mesmo, troque esse pensamento na mesma hora por algo bom. Você pode definir antecipadamente as coisas boas que pode pensar, situações e momentos que você vivencie ou coisas que está buscando alcançar e que são muito boas para você.

 

não esqueça de agradecer, depois que trouxer a mente os bons pensamentos agradeça por tudo que tem, pela capacidade e pelas oportunidades de poder ir atrás daquilo que quer. Lembre-se: você tem o poder de direcionar sua vida por um caminho bom ou ruim, tudo depende dos seus hábitos e escolhas.

 

Infográfico - Falar mal dos outros

 



 

Gostou? Compartilhe o texto pelas redes sociais :)