DIVÓRCIO: UMA REALIDADE CADA VEZ MAIS COMUM

DIVÓRCIO: UMA REALIDADE CADA VEZ MAIS COMUM

Começar uma nova fase da vida ao lado de alguém que se ama e dividir seus sonhos por meio do casamento já não é algo tão comum de acontecer como era em gerações anteriores. Cada pessoa pode mudar muito ao longo de sua vida e saber que tipo de pessoa irá se tornar é muito difícil. Imagine então ter que decidir ser você irá passar o resto da sua vida vinculado a uma pessoa que você não conhece direito.

 

O fato de conviver com alguém por anos não quer dizer que você conhece a pessoa de verdade. Você pode saber de gostos e hábitos, mas pode desconhecer o que se passa no interior dela, nos seus pensamentos e sentimentos mais profundos. O que está por fora, aquilo que queremos parecer para os outros não dura por muito tempo, em algum momento a essência de cada um se sobrepõe a qualquer aparência. É nesse momento que começamos a conhecer a outra pessoa de verdade.

 

Essa transição pode levar anos e ir acontecendo aos poucos, por isso, depois de conviver com alguém por anos, que nos perguntamos quem é essa pessoa com a qual estamos vivendo. Parece que não a conhecemos mais, que algo muito grave aconteceu e a pessoa mudou, mas a verdade é que a pessoa só está deixando transparecer aquilo que realmente pensa e sente. Durante muito tempo manter o casamento e as aparências era muito importante, hoje já não é tanto.

 

COMO MANTER UM CASAMENTO

 

Mesmo o divórcio já não sendo mais um tabu, existem pessoas que tentam de tudo para manter um casamento, mesmo que ele seja apenas de aparência. Ainda assim, a quantidade de divórcios só aumenta. De acordo com dados do IBGE a proporção de divórcios é de um a cada três casamentos. Mas por que será que o sonho de uma vida inteira ao lado da pessoa amada só dá certo para algumas pessoas?

 

Silva, Comin e Santos (2017) realizaram uma pesquisa para saber de casais que estão casados a muito tempo quais os principais motivos que fazem o casamento deles durarem tanto tempo. O tempo de casamento desses casais variava entre 33 e 66 anos de casados. Os resultados apontaram que a responsabilidade com a família foi o principal motivo para os casamentos durarem tanto. Esse aspecto corresponde a necessidade que o cônjuge tem em cumprir seu papel de esposo/esposa e pai/mãe preservando os laços familiares dentro do núcleo familiar.

 

O segundo motivo da duração de casamentos de longa duração foi as qualidades próprias e do outro. Nesse quesito se destaca a iniciativa em destacar suas próprias qualidades e valorizar as do outro. O vínculo conjugal se constrói procurando manter a harmonia entre as duas pessoas. Curiosamente o amor, tão evidenciado ao longo da história da humanidade como sentimento sublime e tido como base para a união de duas pessoas, aparece apenas na quinta posição.

 

MOTIVOS PARA O DIVÓRCIO

 

A situação isolamento em que vivemos atualmente nos forçou a refletir e nos colocou frente a frente com situações que antes não precisávamos encarar. Fato curioso foi o registro recorde de divórcios ocorrido na China após o confinamento. São pessoas que não suportaram conviver constantemente com o parceiro por um período prolongado. Mas será que é tão difícil assim conviver com alguém que você, supostamente, ama? (leia também Relacionamentos descartáveis).

 

É verdade que o convívio forçado e contínuo pode desencadear situações de estresse, mas constatar que você não consegue conviver com a pessoa com a qual casou é algo preocupante. Pensar que não fosse a situação de isolamento talvez esse casamento fosse continuar indefinidamente, provavelmente progredindo para uma relação tóxica (saiba mais sobre o assunto no texto Relacionamentos tóxicos).

 

A desestabilização de um relacionamento pode começar em um problema específico no qual o casal não conseguiu lidar bem com a situação.  Ao longo do tempo a relação vai se deteriorando e fica difícil identificar o principal motivo que levou a relação a terminar em um divórcio. Solout e Hosseinzadeh (2016) realizaram uma pesquisa que analisou os comentários de usuários de redes sociais para identificar em seus comentários os principais motivos para ocorrer um divórcio.  

 

Conforme a perspectiva das pessoas nas redes sociais o principal problema para que um divórcio aconteça é a traição. Na sequência o motivo mais citado pelas pessoas foi o de problemas financeiros. Depois desses ainda constam motivos como capricho, imoralidade e dependência. Os problemas que surgem numa relação só terão força para destruí-la quando ela já estiver deteriorada.

 

NÃO SE ENGANE

 

A forma como nos relacionamos com outra pessoa é o que constrói, ou não, um vínculo com ela. Numa relação entre duas pessoas, seja ela do tipo que for, sua longevidade depende da harmonia que existir e persistir entre os envolvidos. Apontar problemas externos como motivo para situações que não dão certo é algo comum, mas não quer dizer que seja verdade. Problemas sempre existirão, a forma como se lida com eles é que dará os resultados.

 

Características como companheirismo, tolerância, respeito e boa vontade em manter um relacionamento em harmonia são tão válidos hoje em dia como eram antigamente. Entender a si mesmo e a pessoa que está ao seu lado é fundamental para trilhar um caminho de bem-estar. Objetivos em comum partem da premissa de que cada um sabe o que quer e para onde quer ir. O casamento perfeito se dá consigo mesmo, antes de mais nada. Se aceite e ame profundamente para que outros também possam vir a fazê-lo.

 

 

PROCURA-SE

 

Um amor para viver

Uma saudade para matar

Uma metade da laranja

 

Algo que dê brilho a vida

Faça ir as nuvens

E termine o dia aquecendo os pés

 

Um pouco de ilusão pode cair bem

Mas não adianta se enganar

Querer do outro o que falta em si

 

Preencher um vazio

Consertar algo quebrado

Nada disso será remediado

 

O amor é energia que flui

Não pode ser encomendado

Não pode ser manipulado

 

A única prescrição eficaz

É amar a si mesmo

E não esperar nada mais

 

 


Fontes:

Bodas para uma Vida: Motivos para Manter um Casamento de Longa Duração. Temas em Psicologia, junho/2017.

Analysis of users’ comments about the divorce factors. Journal of Advances in Computer Engineering and Technology, 2016.

Brasil: um a cada três casamentos termina em divórcio. Revista Crescer, abril/2019.

Coronavírus: após confinamento, cidade na China registra recorde em pedidos de divórcio. BBC News, março/2020.

Gostou? Compartilhe o texto pelas redes sociais :)