A TIMIDEZ PODE ATRAPALHAR SUA VIDA

A TIMIDEZ PODE ATRAPALHAR SUA VIDA

O sentimento incômodo de agitação e desconforto quando temos que lidar numa situação em que precisamos socializar e nos destacar de alguma forma diante de outros pode nos fazer congelar. A timidez pode atrapalhar sua vida, se você sofre com esse tipo de situação sabe o quanto isso pode ser limitante e gerar grande ansiedade frente a situações do cotidiano.

 

Se você conhece a sensação de ficar com o rosto vermelho e com frio na barriga quando alguém faz uma brincadeira com você ou chama a atenção para você no meio de várias pessoas, então você entende como é o sentimento de querer se esconder, ou mesmo, sumir e fazer de conta que ninguém percebeu você ali no seu cantinho.

 

Porém, esse desejo de querer sumir não resolve nada e as pessoas não deixarão de eventualmente chamar você ou te colocar em situações que você irá perceber como constrangedoras e que irão despertar esse sentimento de timidez em você. Você tem que decidir se vai continuar fugindo de inúmeras situações da sua vida ou se lida com a sua timidez e passa a se sentir mais leve e dono de si para agir com mais naturalidade.

 

SER TÍMIDO É ALGO NATURAL

 

Antes de qualquer coisa, é importante entender que a timidez não é uma doença ou algo anormal, ela faz parte do ser humano como um sistema defensivo. A timidez está ligada ao medo de se expor e de ser julgado (leia também Julgar e ser Julgado). Estejamos numa conversa com poucos amigos ou num grande auditório dando uma palestra, o sentimento que surge ao se sentir exposto é o risco de falhar, de fazer algo errado ou feio, na frente dos outros e que pode até levar ao pânico.

 

O grande problema com a timidez é o excesso, o desequilíbrio, que interfere em nossas decisões de forma exagerada e desestabiliza nossos sentimentos. Todo mundo em algum momento se sentiu, ao menos um pouco, tímido, assim como já se sentiu mais desinibido. Mesmo que não tenha percebido, em algum momento vivenciamos condições que nos fazem sentir mais seguros para sermos nós mesmos sem medo errar (leia também Medo de Errar).

 

Tenha em mente que esse mundo de pavor e ansiedade que você mergulha quando está em uma situação em que se sente exposto é algo que está acontecendo exclusivamente dentro de você. Mas esteja atento para o que possa estar prejudicando você, não se deixe envolver com as limitações que a timidez pode trazer para a sua vida, como quando te atrapalha para conseguir um emprego ou de mostrar sua eficiência diante dos outros, quando lhe impede de se aproximar das pessoas e criar relacionamentos em geral.

 

Cada pessoa é única por ter sua maneira própria de pensar, sentir e se comportar, não se sinta menos em relação aos outros por ser tímido, saiba que isso é uma característica sua. As pessoas ao seu redor vão percebendo que você é mais ou menos tímido, assim como você percebe que alguém é mais ou menos desinibido. E está tudo bem, porque é normal que cada um tenha características e um jeito de ser próprio.

 

PROBLEMAS COM A TIMIDEZ

 

O ser humano é bastante social, vive em grupos e constantemente está fazendo conexões com outras pessoas e despertando diferentes sentimentos que os vinculam, ou não, uns com os outros. Para nós, é muito importante sermos aceitos e acabamos encarando a rejeição como uma falha na nossa característica mais básica como seres humanos, a de nos conectarmos com as outras pessoas.

 

Na nossa mente e em nossos sentidos fica apenas a impressão de que falhamos de alguma forma, de que somos excluídos e vamos ficar sozinhos. Não tendo a atenção que ansiamos ter por parte dos outros, fica o vazio que não foi preenchido e a ansiedade vai tomando conta. Isso também desencadeia a insegurança, por acharmos que não somos bons o bastante e que a qualquer momento perceberão algo errado em nós e seremos excluídos.

 

Essa sensação de iminência de perigo a qualquer momento ativa a timidez de forma constante como um mecanismo de defesa, uma fuga. O medo de errar diante dos outros gera também um perfeccionismo, então não é de se estranhar um tímido ser também perfeccionista. Perceba que quanto mais nos entregamos a esses medos sem nos questionar e buscar mudanças, mais nos tornamos reféns de sentimentos que surgem para nos “proteger” da vida em sociedade (leia também Como Lidar com o Medo).

 

Precisamos estar atentos a tudo que nos prejudica e nos faz sentir mal em nossas ações no dia a dia separar o que é um processo natural daquilo que é uma fuga da realidade. A partir do momento que você entende que está tudo bem ser tímido, porém, é necessário lidar com as situações em que a timidez te prejudica e impede de fazer o que gostaria, então você pode começar a modificar a forma como percebe cada situação e ter resultados diferentes.

 

SE LIBERTANDO DAS LIMITAÇÕES

 

Quando a timidez está fora de controle e te impede de fazer aquilo que gostaria é hora de entrar em ação e tomar o controle da sua vida. Nesse momento, pode parecer difícil e distante realizar mudanças, mas o principal fator para que as mudanças ocorram é justamente você iniciar uma ação para alterar a realidade atual em que vive. O que antes te fazia fugir e se esconder e depois remoer sentimentos de decepção com você mesmo está ligado a falta de ação em cada um desses momentos.

 

Se diante de uma situação de timidez você se deixar levar pelo seu primeiro instinto sem questionar se essa é a decisão que você realmente quer, então sua vida não está sendo comandada por você. Inicie prestando atenção a esses momentos que despertam a timidez em você e comece a tomar decisões de acordo com o que você quer e não seguindo sem rumo dominado pelo medo de se expor e errar.

 

Irá demandar certo esforço e força de vontade ignorar os medos que tomam conta de você no primeiro momento, mas lembre-se do quanto isso te faz sofrer e do quanto quer se libertar disso. Tendo paciência para deixar essa primeira impressão passar e analisando bem a situação você poderá separar o que é medo sem fundamento e o que é escolha sua. Com isso em mãos você passa a ter poder sobre a direção que irá tomar.

 

A VIDA PODE SER MAIS LEVE

 

A partir do momento que você tomou as rédeas da sua vida e percebeu que pode agir de maneira diferente abrem-se grandes oportunidades para tornar sua vida muito mais agradável. O próprio ato de não se entregar aos medos sem pensar já irá aliviar muito a sua tensão e ansiedade em relação a timidez. Mas o que vai fazer as coisas fluírem será a forma como você estará lidando com cada situação e a direção na qual cada escolha que fizer irá tomar.

 

Se num desses momentos em que surgiu a timidez e o pavor se fez presente você conseguiu respirar fundo e analisar a situação com calma, então o cenário em que se encontra vai se tornando mais claro. Em momentos assim, pode ser que você tenha percebido, por exemplo, que tomar a decisão de abordar alguém que você tem vontade de conhecer pode não ser assim terrível, mesmo que aquela pessoa não queira conversa com você, pelo menos você estará fazendo aquilo que tem vontade.

 

Faça suas decisões com mais leveza, de forma mais descontraída, não se deixe dominar por uma probabilidade aparentemente negativa do que poderá acontecer. Você não sabe se dará certo, nem errado e isso faz parte de viver. É natural que tenham pessoas que não estejam afim de te conhecer ou conversar com você, assim como terão muitas que irão querer. Não se cobre e fique esperando pelos resultados, ao contrário, viva cada momento do processo.

 

Desafie-se um pouco, saia da sua zona de conforto e sinta-se orgulho de cada passo em frente que você der – não importa os resultados, apenas o caminho que te leva em frente. Se divirta com os erros e com os acertos, sinta que é você quem direciona a sua vida e não é mais refém de medos – sinta-se feliz com isso, você é o dono do seu destino.

 

 

O frio invade o estômago,

As mãos começam a vacilar

A vontade é de sair correndo.

 

É possível disfarçar,

Fingir que está tudo bem.

Mas o tempo cobrará seu preço.

 

A vida vai perdendo a cor

Você esquecendo de quem é

E o que poderia ser não será.

 

Infográfico - Timidez - Blog Poiesis


 


 

Gostou? Compartilhe o texto pelas redes sociais :)