A ESPERA DE ALGUÉM

Você me fez sentir assim

Querendo mais de você,

Querendo mais de mim.

 

É como me estender em ti

Extrapolar o meu ser

Entender que posso ir além.

 

Vibração que me harmonizou,

Despertou novos sentidos.

Fez do meu mundo um paraíso.

 

Existem diferentes formas de se sentir sozinho, uma das piores é aquela em que mesmo você estando rodeado de pessoas continua se sentido sozinho. Estado em que ninguém alcança e entende você. Mas você também pode sentir que as outras pessoas não fazem sentido para preencher um vazio que você traz dentro do peito sem que se sinta necessariamente sozinho.

Acontece que somos seres únicos, embora a maioria de nós lute para se formatar junto a uma imagem comum e aceitável a todos os outros. Nossa individualidade principal é mais sutil e não se apresentar no ambiente externo, mas está presente dentro de nós. É a característica que exprime nossa expressão mais individual, com nossos gostos, escolhas e vontades. Mais que isso, é onde guardamos nossos pensamentos mais íntimos e que refletem quem somos de verdade.

Tudo que existe é feito de energia, nós não somos diferentes, e a energia vibra e se molda de acordo com os estímulos que recebe. Nós temos uma vibração própria que corresponde aos nossos padrões mentais, estimulados por nossas crenças, pensamentos, sentimentos, etc. Por isso é comum nos reunirmos em grupos de pessoas, com pensamentos e vontades semelhantes aos nossos. Por isso nos damos melhor com algumas pessoas em relação a outras. Porque a vibração delas é próxima da nossa.

Em alguns poucos momentos de nossas vidas acontecem situações que se mostram únicas, nós encontramos alguém que nos faz arrepiar, vibrar em alta sintonia por ela. Isso porque são raras pessoas que se afinam conosco de forma que se cria uma certa harmonia. São aquelas pessoas que mais nos identificamos, que sentimos como irmãs, almas gêmeas ou algo semelhante que represente essa conexão única que nos faz sentir incríveis quando perto dela.

Quando estes raros encontros ocorrem todo o resto parece perder importância, não que as coisas percam sua importância realmente, é que tudo relacionado a essa pessoa está num novo patamar que faz você se sentir especial, onde tudo faz sentido. O lado triste disso é que muitas vezes não valorizamos isso ou fugimos daquilo que sentimos por medo. Como todo o momento ele acaba sendo passageiro se não nos movimentamos para que ele tenha continuidade.

Se deixamos o momento passar e a pessoa se afastar de nós, sem ao menos se aprofundar nessa sintonia com ela, então a sensação pode ser devastadora. O arrependimento, a raiva de nós mesmos, o sentimento de vazio que se cria podem ser devastadores. Muitas vezes nos tornamos amargos por não sabermos lidar com as coisas (e pessoas) boas que surgem em nossas vidas e descarregamos em nós mesmos vibrações negativas que só nos afastam de um caminho de felicidade.

Assim, ficamos amargurados e nos sentido sem sorte na vida a espera de algo que venha mudar tudo, a espera do movimento de outra pessoa que venha para mudar a forma como nos sentimos e fazer tudo ter novo sentido. A questão é que as coisas não se movimentam sozinhas e se não agirmos na direção daquilo que queremos e aonde nos sentimos bem, então ficaremos com mais do mesmo, ou pior, teremos algo que não desejamos.

Saibamos valorizar as pessoas e momentos únicos que acontecem em nossas vidas e agarremos com força essas oportunidades. Pois se for algo que realmente queremos, nem se questione duas vezes, vale muito a pena lutar para que nos sintamos bem.


 

Gostou? Compartilhe o texto pelas redes sociais :)