Cada pessoa lida com diferentes decisões ao longo da vida e cada uma conduz por um determinado caminho. Se você tem uma decisão pela frente deve considerar qual resultado a sua escolha poderá lhe proporcionar. Pois são esses resultados que lhe colocarão mais próximo ou distante dos seus objetivos.

Ao falar em objetivos devemos considera-los em suas diferentes magnitudes, ou seja, o impacto que cada um tem em nossas vidas. Os maiores objetivos que você pode ter são os seus objetivos de vida. Entender a importância deles é fundamental para que você possa se desenvolver e alcançar novos patamares na sua vida.

Os objetivos de vida são aqueles que justificam aquilo que você está construindo hoje. Como trabalhar para construir ou adquirir uma casa no futuro ou cursar um curso superior ou ensino técnico para trabalhar numa determinada área em algum momento. São escolhas que você coloca em prática hoje tendo em vista um resultado que deseja.

Por mais que seja de conhecimento popular, o colher aquilo que se planta, nem todo mundo se dá conta ou vive considerando essa realidade. Mais comum que ignorar os resultados que suas ações de hoje irão gerar no futuro são as pessoas que não tem os seus objetivos de vida definidos.

Ao sair de casa você saí com o objetivo de ir a algum lugar. Se leva um guarda-chuva ou óculos de sol é porque espera um determinado resultado que justifique o uso desses apetrechos. Se nossos menores movimentos têm intenções definidas, como podemos viver uma vida inteira sem saber para onde estamos indo?

Para ajudar nas maiores escolhas que você tem para fazer no decorrer da sua vida selecionei 5 dicas para definir seus objetivos de vida. Essas dicas darão a base para que você possa apoiar suas decisões e coloca-las em prática para gerar resultados poderosos.

 

1 – ORGANIZE SEU TEMPO

 

Para começar é importante colocar as coisas em ordem. Se você tem dificuldades em gerenciar seu tempo, se organizar e planejar as tarefas que tem no seu dia a dia, então é preciso dar um pouco mais de atenção a isso.

Ter um melhor aproveitamento do seu tempo irá ajudar a alcançar os seus objetivos de vida. Não adianta você querer alcançar algo que está lá na frente se você fica dando voltas e não saí do lugar. Procrastinar e não fazer o que é preciso no tempo que você dispõe são atitudes que lhe mantém no mesmo lugar.

Existem diversas formas de você trabalhar melhor a forma como lida com o tempo. É possível pesquisar por métodos e ferramentas que irão auxiliar nessa tarefa. Também existem profissionais como psicólogos e coaches que podem lhe ajudar organizar e lidar melhor com o tempo.

Avalie a forma como você usa o seu tempo. Se está usando muito do seu tempo para os outros se pergunte quanto do seu tempo você dedica para si mesmo. Se pergunte se os resultados que está tendo atualmente são aqueles que deseja, se não forem, procure perceber como o uso do tempo influência nisso.

Estar atento ao uso que faz do seu tempo no decorrer das suas atividades cotidianas ajuda a encontrar possíveis soluções. O importante é desenvolver uma relação melhor com o planejamento e o uso do tempo para que se possa alcançar as metas que irão trilhar o caminho até os seus objetivos.

 

2 – NÃO SE LIMITE PELO MEDO OU PELAS DIFICULDADES

 

Para muitas pessoas ter um objetivo definido e o desejo de mudar a própria situação não é suficiente, pois as dificuldades as intimidam. Acreditam que são muito velhas ou não é o momento certo para fazer o que querem. Não chegam a iniciar qualquer esforço por não terem dinheiro ou as condições ideais para fazer o que desejam.

Os motivos são variados, mas o que essas pessoas têm em comum é que as dificuldades que elas apontam são o suficiente para que elas nem tentem fazer algo na direção do que desejam. O que está por trás disso é o medo, seja o medo de errar, de se expor, de perder algo e outros medos que fazem com que as pessoas não saiam do lugar.

É natural que haja esforço e alguns desafios para construir algo que se deseja, mas é importante separar bem o que são as dificuldades e o que é o medo que impede muitas pessoas de agir. Se o problema é o medo, é preciso ir se aprofundar no autoconhecimento para entender o que motiva essa situação e lidar com isso.

Quando falamos de esforço e desafios, que são naturais em qualquer trajetória, o importante é saber que as ações estão sendo feitas na direção daquilo que se quer alcançar. Ter alguém como mentor ou uma pessoa para se inspirar pode ajudar e evitar realizar esforços que, ao invés de aproximar, lhe distancie do seu objetivo.

Não encare os obstáculos como impeditivos, mas como molas propulsoras que, uma vez ultrapassadas, irão lhe impulsionar próximo dos seus objetivos. Seja criativo e busque soluções alternativas. Aprenda com cada etapa e, sempre que possível, procure fazer algo que goste e tenha mais afinidade, dessa forma, tudo fica mais fácil e prazeroso.

 

3 – BUSQUE O EQUILÍBRIO ENTRE O MATERIAL E O ESPIRITUAL

 

Quando for definir seus objetivos é preciso saber que nem sempre aquilo que você deseja hoje será aquilo que irá lhe trazer a maior satisfação no futuro. Isso pode acontecer por duas razões.

A primeira é por uma visão limitada em relação a si mesmo, pouco entendimento do que realmente lhe fará feliz. A segunda razão se deve ao fato de que as pessoas vão mudando ao longo da vida. O que talvez fizesse você feliz hoje, amanhã pode não fazer mais. As transformações se acentuam quando você exercita o desenvolvimento pessoal.

As mudanças que ocorrem ao longo da vida são boas. É o caminho de evolução do ser humano. Apesar de parecer que isso pode ser problemático em relação a definição dos objetivos de vida, não é se você estiver apto a ir se adaptando.

Se você está decidindo ou repensando os seus objetivos de vida uma boa dica é a de buscar o equilíbrio entre o material e o espiritual. Vivemos num mundo material e interagimos com coisas palpáveis o tempo todo. Aquilo que nos traz conforto, facilidade e bem-estar se torna importante durante a nossa vida, mas não é o suficiente.

Você já ouviu aquela frase popular que diz que dinheiro não traz felicidade? Então, não é que o dinheiro seja ruim. Na verdade, ele facilita a vida das pessoas no âmbito material. O problema ocorre quando o foco é apenas o material. Para que possamos nos sentir felizes precisamos sempre buscar o equilíbrio.

Em relação aos objetivos de vida, o equilíbrio entre o material e o espiritual é a base, quase como que uma receita para se conseguir satisfazer com o que irá se alcançar no futuro. A maior parte das pessoas foca no material, pois é algo que está ao nosso redor, que muda a vida de forma mais tangível.

A medida que se envolve com questões espirituais a sua importância se torna clara. Seja na forma da religião, em trabalhos comunitários, estudos voltados a espiritualidade e a filosofia, prática de atividades que promovam um tempo de reflexão consigo mesmo, como a yoga ou a meditação e outras atividades que desenvolvam sua espiritualidade.

 

4 – NÃO SE PRENDA AO PASSADO

 

Não deixe que experiências do passado lhe amarrem no lugar. Se você passou por momentos difíceis e tentou realizar objetivos que não foram alcançados, isso não é motivo para que se sinta um perdedor. A partir do momento que você aprende com o que passou as coisas começam a melhorar.

Mas não se trata de ir tentando coisas aleatórias até que encontre uma que dê certo. É preciso entender o que você realmente quer, ou o mais próximo disso que conseguir, para direcionar suas escolhas e ações. Isso é o que você fará quando estiver desenvolvendo o seu planejamento.

Pode ser que você nem ter tido qualquer experiência de frustração no passado, mas alguém próximo de você teve e isso lhe impactou ao ponto de afetar suas decisões atuais. É preciso entender que cada um tem sua própria trajetória e aprendizados e, quanto mais aprendemos com essas experiências, mais o futuro se torna claro.

O passado é o que nos trouxe até o ponto atual que estamos e o que estamos fazendo hoje é o que construirá o nosso futuro. Avalie o quanto suas decisões passadas foram boas e o quanto elas podem melhorar hoje. Quanto tiver essas respostas parta logo para a ação. Somente se movimentando que nossos desejos se tornam realidade.

 

5 – TENHA FOCO NOS ACONTECIMENTOS E PENSAMENTOS POSITIVOS

 

Uma armadilha comum e que está sempre rodando são os pensamentos negativos. Qualquer momento ruim que passamos ou resultado que não saía como esperado dá margem para se pensar o pior e fixar os pensamentos num padrão negativo.

Comece a prestar mais atenção aos seus pensamentos diários e perceba quantas vezes você pensou algo ruim que poderia ter ignorado. Quanto mais espaço se dá para pensamentos destrutivos, menos espaço há para os pensamentos construtivos.

Tenha consciência de que você tem um poder imenso ao decidir alimentar pensamentos negativos ou positivos. Ao longo do tempo esses pensamentos vão definindo o seu bem-estar e os resultados que você vai atraindo. Afinal, se você acreditar que tudo dá errado para você, que tudo é difícil e que não tem sorte, é isso que você encontrará.

Se isso pode acontecer para o lado negativo, também pode acontecer para o positivo. Manter padrões de pensamentos saudáveis e motivadores irão guiar sua mente para caminhos construtivos. Isso facilitará na busca dos seus objetivos de vida.

Procurar por atividades que você gosta e não se envolver em discussões sem sentido, ou situações tóxicas vai ajudar bastante. Se mantenha próximo de pessoas que acrescentem na sua vida e não o contrário. São algumas ações que ajudam a manter os pensamentos positivos. Com o tempo, pensar positivo se torna um hábito.

 

 

5 Dicas para definir seus objetivos de vida - Infografico

Rodrigo Poiesis
Últimos posts por Rodrigo Poiesis (exibir todos)